segunda-feira, 6 de maio de 2013

Mãe (parte I)

Como parte das celebrações pelo Dia das Mães (dia 12 de maio), resolvi fazer dois posts aqui no blog.  Aqui o primeiro...(sexta-feira tem mais).

Fonte: Google Imagens

Domingo é o dia dela e é o meu dia também. Para alguns, uma data puramente comercial, para mim é um dia importante e que precisa ser lembrada, celebrada!

É difícil definir, explicar, mensurar o amor que um filho sente por uma mãe (e que uma mãe sente por um filho). É uma relação que acredito que phD nenhum no mundo possa conseguir descrever perfeitamente.

Para a minha mãe, minha reverência sempre. Não sou mais a criança que ilustra este post, mas para ela acho que sempre serei sua filhinha. Gosto de lembrar dos nossos momentos juntas. 

Entre muitas outras lembranças da minha infância posso falar das tranças que ela fazia incansavelmente várias e várias vezes no meu cabelo, das cantigas de roda que ela me ensinou, dos momentos que sentava ao meu lado pra me explicar alguma máteria do colégio, quando lia histórias, fazia surpresas lindas preparando minhas bonecas todas arrumadinhas só aguardando que eu fosse brincar, as comidas que fazia (a pizza, o bife, a farofa, hehehehehe), o carinho com o qual sempre preparou cada aniversário meu, pensando nos mínimos detalhes para me alegrar.

Na adolescência, a paciência de aguentar a fase "aborrescente", o colo, a amiga, o ombro, os conselhos, as dicas, os ensinamentos, a companhia. Depois acompanhar os estudos, a felicidade e o abraço inesquecível que recebi quando passei no vestibular, as noites estudando comigo Filosofia (odiava! rs), a felicidade enorme na minha formatura e a festinha surpresa preparada com o mesmo carinho daquelas feitas na infância.

Na vida adulta, acompanhar o crescimento da minha filha, as incansáveis e intermináveis conversas. A cumplicidade, a generosidade, a entrega, o carinho, o enorme e imensurável amor.

Se hoje eu sou a mulher que sou, a mãe que sou, devo tudo a ela! Uma fonte inesgotável de amor e entrega, meu maior exemplo, a mulher que amo e que admiro! Já tivemos nossos desentendimentos, eles fazem parte da vida, não existem relações perfeitas, mas quando há amor tudo isso fica pequeno e deixa de ter importância.

Se eu conseguir ser a mãe que ela é para mim, serei uma mulher imensamente realizada. Não tenho palavras para descrever o nível do que sinto por ela: minha mãe, minha amiga, meu amor!

TE AMO MANA! 
IMENSAMENTE!
PARA TODA A VIDA! SEMPRE!

Termino o post, com uma música, me lembra a minha infância e que sei que ela também adora!




7 comentários:

  1. Adorei esse post!
    Minha mãe também é híper importante na minha vida!!! Sempre foi maravilhosa como mãe e hoje também é uma avó maravilhosa. Espero que meus filhos tenham lembranças minhas, tão doces como tenho dela... :-)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mãe é mãe né Roberta?
      Obrigada pelo coment! :*

      Excluir
  2. Nossa quanta emoção.
    Sua palavras são fortes e grandiosas.
    Parabéns pra sua mãe que te conquistou e te formou em uma mulher que sabe reconhecer todo o esforço e o carinho dela.
    Parabéns pra você também, claro.
    Xeros

    ResponderExcluir
  3. Que linda homenagem Trícia! Passando por todas as fases da vida, externando teu amor e admiração.
    um beijo para as duas.
    beijo

    ResponderExcluir
  4. Que lindo post amiga! Mãe é um anjo que Deus coloca na nossa vida pra tomar conta da gente né? =)
    Eu tenho a felicidade de ter duas: a mamis e a vovó!

    Bjs miga!

    ResponderExcluir
  5. Oi Trícia
    Lindo texto! Por coincidência eu escrevi sobre mãe hoje também! Vim aqui para te dizer que eu já li O Diário de Suzana para Nicholas, e é um livro surpreendente, que fala de uma mãe por sinal kkkk, um dos livros mais lindos que eu já li, eu chorei.
    Bjos.
    http://ashistoriasdeumabipolar.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Oi Trícia!
    Lindo e emocionante o seu texto...Como vc citou, se eu também for igual a minha mãe, terei a certeza que tenho o meu melhor exemplo e minha filha receberá o melhor de mim.
    Beijos,
    Larissa Andrade.

    http://maternidadeecotidiano.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...